27 3262-0877 / 27 3261-7595 comercial@villetarget.com

Quando as empresas investem em SEO, elas precisam ter em mente que esse trabalho pode demorar um pouco para dar bons frutos. Ou seja: de aparecer na primeira página do Google. Diante dessa situação, algumas empresas buscam acelerar o processo aplicando práticas abusivas, as chamadas técnicas de black hat SEO. Um grave erro.

A grosso modo, existem duas vertentes para posicionar seu site nos primeiros resultados de busca. Enquanto o white hat SEO é uma estratégia que respeita as “regras do jogo”, o black hat SEO busca brechas nos algoritmos dos buscadores para melhorar o posicionamento do site nos resultados.

A título de curiosidade, o termo black hat (chapéu preto), muito utilizado no meio da informática, refere-se a práticas que visam alcançar um objetivo sem autorização de órgãos, empresas ou usuários finais. Inclusive, criminosos digitais recebem o nome de hackers black hat.

Por que conhecer as técnicas de black hat SEO

Por mais que seja uma tática que pode ser considerada ilícita, é importante conhecê-la para nunca usá-la, claro.

por que conhecer técnicas de black hat SEO

Quando o Google percebe que você recorre a técnicas de black hat SEO, ele penaliza o seu site com a perda de posição. Em casos mais extremos, é possível que o mecanismo de busca desindexe o seu site.

Mesmo que você terceirize esse trabalho para uma agência, é importante conhecer as técnicas de black hat SEO. Assim, você pode “fiscalizar” o trabalho da agência.

Diretriz do Google: o que não fazer

Algumas táticas usadas em sites black hat SEO constam nas diretrizes do Google como inaceitáveis. São elas:

  • a utilização de texto ou links ocultos;
  • o uso de cloaking (camuflagem do conteúdo real da página);
  • a criação de múltiplas páginas de entrada, apenas para enganar os mecanismos de busca;
  • a utilização indevida de conteúdo não original;
  • o uso excessivo de palavras-chave;
  • o carregamento de páginas ou palavras-chave irrelevantes.

Termos das técnicas de black hat SEO

Unreleated Keyword

Trata-se da aplicação de palavras-chave que têm maior volume de buscas e nem mesmo estão relacionadas com o assunto abordado no seu conteúdo.

black hat SEO unreleated keyword

Num primeiro momento, as páginas de buscas podem entender que a sua página web tem relevância. No entanto, quando os usuários acessam o seu site, percebem que o conteúdo não tem relação com as expressões procuradas.

Ao frustrar as expectativas dos usuários, os buscadores começam a notar o uso da prática de black hat SEO. Isso implica, claro, em uma penalização do seu site.

Cloaking

Essa técnica apresenta conteúdos diferentes para cada perfil de visitante que acessa o seu site. Por meio do IP, dá para classificar se o usuário em questão é uma ferramenta de buscas ou um usuário comum.

Caso seja um mecanismo de busca, o site apresenta conteúdos otimizados ao máximo, de modo que consiga se posicionar nos primeiros resultados. Por sua vez, quando usuários finais visitam a página web, pode ser exibido um conteúdos maliciosos.

Keyword Stuffing

Basicamente, o keyword stuffing usa de forma excessiva as palavras-chave dentro do site. Sabendo que a repetição de termos prejudica a qualidade do conteúdo para o usuário final, emprega-se textos ocultos.

black hat SEO keyword stuffing

Pode ocultar as palavras-chave em questão de diversas formas: utilizar fonte branca em fundo branco, configurar o tamanho da letra para zero, inserir textos atrás de imagens e por aí vai.

Ferramentas para identificar sites com black hat SEO

Caso você tenha terceirizado o trabalho de SEO para uma agência, é importante fiscalizar as práticas que ela tem adotado. Aqui, existem algumas ferramentas para identificar sites com black hat SEO:

  • Search Engine Spam Detector: essa plataforma identifica textos invisíveis ou que fogem dos padrões naturais de linguagem, o uso excessivo de palavras-chave, além de páginas maliciosas. Para tanto, basta inserir o endereço do site que pretende analisar e aguardar alguns segundos para ter o relatório completo.
  • Copyscape: por sua vez, essa ferramenta verifica a existência de páginas com conteúdo duplicado ao seu na web. Assim, é possível identificar se houve plágio na produção do seu conteúdo ou se algum site copiou indevidamente o seu texto.

Utilize as boas práticas de SEO

Por mais que as técnicas de black hat SEO possam posicionar seu site na primeira página do Google rapidamente, trata-se de uma estratégia que não se sustenta a longo prazo. Pior: pode eliminar o seu site para sempre nos resultados do mecanismo de busca. Definitivamente, não compensa!

evite black hat SEO utilize boas práticas

Em outras palavras, procure investir apenas nas boas práticas de SEO. Entre elas, podemos destacar a produção de conteúdos originais e relevantes ao seu público-alvo, frequência de postagem, escolha de palavras-chave long-tail para trazer tráfego qualificado, aplicar tags nas imagens e por aí vai. Em suma, aplique a estratégia de Inbound Marketing.

Além de outras questões técnicas, como o protocolo de segurança que protege os dados dos usuários e a criação de uma página web responsiva que carregue rapidamente.

À medida que os usuários passam a consumir – e compartilhar – o seu conteúdo, você começa a ter mais autoridade. Quanto mais pessoas compartilharem, melhor. Isso pesa bastante para o ranqueamento nos mecanismos de busca.

Nesse sentido, vale a pena divulgar seus conteúdos para pessoas que já demonstraram interesse nos produtos ou serviços da sua empresa. Que tal enviar uma newsletter semanal com as novidades do seu blog para a sua base de contatos? Não deixe, também, de divulgá-las nas redes sociais.

Para tanto, você precisa contar com a ajuda de uma ferramenta de automação de marketing. O ville Target permite o envio automático de emails para toda a sua base de contatos e, de quebra, realiza o agendamento de posts nas redes sociais.

Essas, sim, são ações permitidas pelo Google que podem acelerar a indexação do seu site nos resultados de busca.

Boa sorte!

automacao de marketing

Posts relacionados