(11) 3090-7535 / (27) 3262-0877 comercial@villetarget.com

Já falamos aqui sobre dois tópicos importantes: otimização para motores de busca (SEO) e como blogs e artigos ajudam neste aspecto. No artigo de hoje vamos estudar um ponto essencial para que blogs de fato auxiliem no seu SEO. Este assunto chave se trata da escolha de palavras-chave.

A escolha das palavras-chaves corretas pode acelerar significativamente os resultados vistos com o SEO. Por outro lado, escolher palavras-chaves que não são boas pode não ter impacto negativo, mas você também pode não observar nenhum resultado impactante no número de visitantes do seu site. Por isso é essencial que você escolha a palavra-chave correta para cada um de seus artigos.

Vamos então ver mais sobre o processo de escolha de palavras-chave. Neste artigo veremos dicas, sites que auxiliam e boas práticas em geral que podem te ajudar neste momento. Se estiver querendo saber mais, então é só seguir lendo.

Vamos definir palavras-chave

Quem acompanha este blog já percebeu que em vários dos artigos começamos com uma rápida definição do termo ou tópico principal. Isso é para garantir que não exista nenhum tipo de dúvida quanto ao conceito no qual nós vamos lidar no artigo.

palavras chave keyword

Para o artigo de hoje vamos considerar palavras-chave como o termo no qual um artigo é otimizado. Assim você otimiza um texto para determinado termo para que quem busque por tal termo acabe encontrando seu artigo. Por isso a ideia de palavra-chave é intimamente ligada ao conceito de SEO.

Palavras-chave são, comumente, termos com duas, três ou quatro palavras. Ou seja, não veja palavras-chave como uma única palavra. O termo: “como estudar online”, por exemplo, é uma palavra-chave perfeita para um artigo que visa explicar este tipo de assunto.

Uma diferença interessante sobre otimização é que, diferentemente de artigos científicos, a otimização é, em geral, para apenas um termo ou palavra-chave. Você pode (e deve) adicionar termos relacionados. No exemplo anterior (“como estudar online”) você pode adicionar ao longo do texto sinônimos como: “estudo pela internet”, “estudo à distância” entre outros.

Mas, a otimização em si será feita para apenas um termo ou palavra-chave. Assim títulos, links e imagens devem ser otimizados para esta palavra-chave.

Porque é importante saber definir palavras-chave

Como já dissemos, a definição da palavra-chave é um momento importante na hora de criar artigos. Mas não é somente aí que esta definição é importante. Na verdade, para criar qualquer conteúdo é essencial eu você defina as palavras-chave corretamente.

palavras chave digitar

Se quiser criar um vídeo para o YouTube é essencial que você estude a palavra-chave que estará no título do vídeo, na descrição do mesmo e inclusive no seu discurso.

Até mesmo para campanhas de email é interessante que você faça-as levando em consideração uma palavra-chave. Isso tudo porque palavras-chave são termos que as pessoas buscam. Assim, todo conteúdo com uma palavra-chave popular terá mais chance de ser considerado por quem recebe o mesmo.

Tipos de palavras-chave

Existem basicamente três tipos de palavras-chave, que veremos abaixo:

-Head Keywords: são palavras-chave pequenas, com somente 1 ou 2 palavras e, em geral tem um alto volume de busca e, consequentemente uma alta competitividade.

-Body Keywords: são palavras-chave de tamanho médio, com 2 ou 3 palavras. Em geral o volume de busca e a competitividade para estes casos são intermediários.

-Long-tail Keywords: são palavras-chave mais longas, com 4 ou mais termos. A taxa de busca para estes termos é baixa. E, como consequência, a competitividade também é baixa.

Estes são os três tipos básicos de palavras-chave e, na prática, é importante entendê-los. Não porque você precisa saber o que é uma “body keyword” mas porque você precisa saber que uma palavra-chave de tamanho médio tem um volume de busca e competitividade média também.

palavras chave blog

Entendendo volume de busca e competitividade

Falamos sobre volume de busca e competitividade mas é importante entender estes aspectos melhor. Isso porque eles são cruciais para a definição da palavra-chave correta para seus artigos.

Suponha que você faça uma busca pelo termo “bolsa”. O número de resultados será gigantesco, isso indica, de maneira bem aproximada, a competitividade. Não é a melhor maneira de ver isso, mas é um indicativo. Veremos sites que indicam melhor a competitividade de palavras-chave ao longo do artigo.

Agora se você fizer uma busca com o termo “bolsa feminina”, o número de resultados será relativamente menor. O que indica uma possível menor competitividade. Por fim, uma busca pelo termo “bolsa feminina de couro” certamente terá ainda menos resultados.

Além disso, note que o volume de buscas também reduz à medida que você aumenta o tamanho da palavra-chave. Por exemplo, se milhões de pessoas buscam diariamente por “bolsas” (com seus diversos sentidos). Certamente um número menor de pessoas pesquisa por “bolsas femininas de couro”.

De maneira resumida: volume de buscas é o número de pessoas que buscam por determinado termo. Em geral este número é avaliado mensalmente. Competitividade, por outro lado, é mais complexo e leva em consideração alguns aspectos:

  • Quantidade de artigos otimizados para o termo em questão;
  • Confiabilidade dos domínios que possuem estes artigos;
  • Qualidade dos artigos que estão otimizados para tal palavra-chave.

palavras chave seo

De uma maneira geral, palavras-chave com alto volume de busca e pouca competitividade são a melhor ideia. Mas para saber este tipo de informação é essencial que você utilize sites que disponham tais dados.

Sites úteis para definição de palavras-chave

Existem diversos sites muito bons para auxílio na definição de palavras-chave. Neste artigo vamos tratar de dois sites, bastante populares, que nós aqui no ville Target também utilizamos. O primeiro é o UberSuggest, trata-se de um site gratuito e simples de ser utilizado.

Você precisa simplesmente colocar um termo, selecionar o idioma e a região e fazer uma busca. Após alguns instantes você recebe informações sobre volume de busca, competitividade e até mesmo um histórico do volume de buscas.

O outro site que utilizamos é o kwfinder.com que também retorna as mesmas informações que o ubersuggest. A única diferença é que este site tem versões gratuitas (levemente limitadas) e versões pagas.

Dentre as informações que estes sites informam, além do volume de busca, existe:

  • CPC: que é o custo médio por clique, útil caso você queira fazer uma campanha do Google Ads, por exemplo.
  • PD ou PPC: que é a competição em buscas pagas. Indica novamente se você terá muita competição em campanhas de do Google Ads.
  • SD ou KD: Competição na busca orgânica, basicamente, quanto menor melhor. Os sites costumam identificar este número em uma escala tricolor verde, amarela e vermelha. O que facilita entender se o termo é fácil de ser ranqueado.

Sugestão de palavras-chave

Um dos recursos mais interessantes de ambos os sites citados são as sugestões de palavras-chave. Funciona assim, ao citar um termo o site te informa, automaticamente, uma série de sugestões. Todas baseadas no termo inserido.

O algoritmo de sugestão de ambos os sites citados é diferente. Por isto é uma boa ideia utilizar ambos, assim você tem um número maior de palavras-chave sugeridas. E tem mais, o volume de busca e a competitividade de cada uma das sugestões é, em geral, mostrado.

Isso significa que você pode trocar sua palavra-chave facilmente por um termo que tem potencial de gerar um volume maior de acessos.

Histórico de buscas

O histórico de buscas mostra a popularidade de um termo ao longo do ano. Este histórico é útil para ver quando determinados termos têm maior taxa de busca. Por exemplo, agora que estamos na época natalina, uma busca por “presentes de natal” tem um volume de busca 10 vezes maior que no mês de julho.

Essa informação é útil na hora de definir o melhor momento para escrever determinado artigo. Artigos sobre matrícula e materiais escolares terão maior número de visualizações nos meses de janeiro até março. Assim como artigos sobre declaração de imposto de renda tendem a ter um pico de busca no mês de abril.

De acordo com seu tipo de negócio pode ser que você deva deixar para escrever sobre determinados temas no momento de maior procura. Assim você garante uma chance maior de ter muitos acessos.

Mas uma dica é a seguinte: não deixe para escrever no final do período que o volume é alto. Por exemplo, agora é um momento até bom para escrever algo sobre “presentes de natal”. Isso porque a data deste artigo é 20 de dezembro. Mas se este artigo fosse escrito talvez 10 dias atrás as chances do mesmo ser bem ranqueado e ter um bom número de acessos seriam levemente maiores.

Como utilizar palavras-chave

A utilização de palavras-chave é relativamente simples. Vamos ver algumas regras e sugestões úteis para que seu artigo seja otimizado.

-Utilize sua palavra-chave no título

Esta é a regra número um e talvez uma das mais importantes. Se você está trabalhando com SEO você certamente busca ranqueamento. E para o Google e outros motores de busca orgânica é essencial que sua palavra-chave esteja no título.

Além disso, o leitor também verá a palavra-chave e terá mais chances de identificar seu artigo como algo que realmente irá elucidar as dúvidas do mesmo.

-Utilize sua palavra-chave na descrição meta

Descrição meta (ou Meta description) é o local onde você coloca o que será mostrado como resumo do artigo no motor de buscas. Veja na imagem abaixo exatamente onde essa descrição aparecerá.

É sempre útil colocar uma descrição do tamanho correto (entre 150 e 160 caracteres). Além disso, a adição da palavra-chave destacará a mesma, que ficará em negrito (também pode ser visto na imagem a seguir). Isso tudo pode fazer com quem veja seu artigo na busca decida clicar no mesmo.

-Utilize sua palavra-chave em headings

É essencial que você divida seu artigo com Headings (H2, H3, etc). E, ao fazê-lo é sempre uma boa ideia tentar colocar a palavra-chave em um dos headings que acabam virando subtítulos do artigo.

Mas não force a adição da palavra chave se você não vê como a mesma se encaixa no contexto. O foco deste artigo é a palavra-chave em si e não o ranqueamento. Mas é sempre válido lembrar que a qualidade do texto influencia muito no ranqueamento. Por isso não entraremos em muitos detalhes do porque você não deve fazer este tipo de adição forçada.

Mas, fica a dica: adicionar sua palavra-chave de maneira forçada (e não natural) pode ter um impacto negativo.

-Repita sua palavra-chave ao longo do texto

É muito importante que você repita sua palavra-chave várias vezes ao longo do texto. Em geral, você está buscando uma taxa de repetição de 5 a 10 aparições para cada 1000 palavras escritas.

Em termos percentuais isso é algo entre 0,5% e 1% de densidade da sua palavra-chave. Mas não se esqueça que ela deve aparecer de maneira natural. E utilize variações e sinônimos da sua palavra-chave. Isso pode ajudar, caso alguém busque o que o seu artigo entrega de maneira levemente diferente do que você havia previsto.

-Utilize a palavra-chave no link

Sabe o link do artigo, também conhecido como slug? Ele deve conter sua palavra-chave também. Isso permite que o Google destaque a sua palavra-chave nos resultados. Colocando outro negrito. Isso tudo ajuda a chamar a atenção de quem busca para o seu artigo.

-Utilize sua palavra-chave na otimização SEO das imagens

Você também deve utilizar suas palavras-chave na hora de otimizar as imagens. Basicamente o que você quer neste caso é colocar a palavra-chave sem acentos e espaços no nome da imagem. Além de colocar a palavra-chave (agora com acentos e espaços) no alt text. Que é um texto alternativo, lido para quem tem problemas auditivos e considerado no ranqueamento pelos motores de busca.

Resumo:

Busque por palavras-chave que se alinham com seu negócio. Além disso sempre que possível opte pelas palavras-chave que tenham alta taxa de busca e baixa competitividade. Por fim, lembre-se que densidade da palavra-chave é importante mas não supera a necessidade de ter um bom artigo.

Se seu artigo é simplesmente um texto que coloca a palavra-chave em cada oportunidade disponível, mas não entrega o que propõe. Então pode ter certeza que o Google levará isso em consideração na hora de ranquear.

E, é claro, sempre considere fazer alguns dos seus emails marketing em volta de determinado termo. Isso facilita a definição de quem deve recebê-lo. E, é claro, isso permite que a pessoa decida rapidamente se o mesmo é relevante ou não. Além de facilitar a busca na própria caixa de entrada. Algo raro, mas que pode acontecer, caso alguém queira rever uma promoção recebida em uma caixa de entrada lotada.

Se você ainda não conta com um bom software de email marketing, não deixe de dar uma olhada no ville Target. Um software completo para ajudar você em todas as etapas do funil de marketing. Desde a captação dos seus leads com páginas de captura, passando pela nutrição e, finalmente a conversão. Com informações relevantes sobre o que cada lead executou no site.

É isso por hoje. Boa sorte e bons negócios!

automacao de marketing

Ebook Redes Sociais

Conheça estratégias e melhore a venda de seus produtos/serviços:

 

Quero baixar este Ebook !