(11) 3090-7535 / (27) 3262-0877 comercial@villetarget.com

Enquanto esse artigo estava sendo escrito, um bitcoin custava mais de 56 mil reais. É muito importante frisar isso por conta da grande volatilidade da moeda digital. O crescimento do bitcoin foi tão grande nos últimos anos que diversas empresas passaram a aceitar a criptomoeda.

Aliás, para se ter ideia, um carro Lamborghini Gallardo foi vendido, em 2014, por 216,8 bitcoins nos Estados Unidos. À época, isso representava cerca de 209 mil dólares. Daí, já dá para perceber o crescimento do bitcoin. Por mais que surjam especulações de todo tipo, a moeda digital ainda deve apresentar índices expressivos de alta.

Talvez, você ache que isso esteja bem distante da sua realidade. Mas acredite: você está errado. Especialistas afirmam que o bitcoin deve ser uma das principais formas de pagamento no e-commerce mundial nos próximos anos.

Afinal, o que é bitcoin?

Trata-se, basicamente, de uma espécie de dinheiro que só existe na versão digital. Originalmente, o bitcoin foi desenvolvido com um propósito libertário: utilizar um sistema descentralizado para não depender de bancos e governos.

Como gerar bitcoin

O bitcoin depende de um processo que se chama mineração. Funciona mais ou menos assim: os usuários colocam suas máquinas para resolver equações matemáticas complexas que, por sua vez, mantêm toda a infraestrutura da rede Bitcoin em funcionamento.

crescimento do bitcoin mineração

Quem coloca suas máquinas para executar esse processo consegue gerar bitcoins.

O crescimento do bitcoin no último ano

Diferentemente do dinheiro tradicional, o bitcoin não tem seu valor vinculado a outras moedas nem ao ouro. Na verdade, o preço do bitcoin varia conforme o mercado. Em outras palavras, se tiver muito usuário vendendo bitcoin, a sua cotação despenca. Se for o contrário, pode valorizar muito.

crescimento do bitcoin no último ano

Para se ter ideia, o crescimento do bitcoin no último ano foi de (incríveis) 1.150%(!). A cotação passou de 4 mil reais para 50 mil reais.

Vantagens de utilizar bitcoin no e-commerce

Quem trabalha com e-commerce pode perceber algumas vantagens ao aceitar bitcoins como meio de pagamento. A princípio, podemos destacar que a transferência em bitcoins é praticamente instantânea – em menos de uma hora. Em outras palavras, você não precisa mais antecipar recebíveis, que chegam a elevar o custo das transações feitas no cartão em cerca de 12%.

Outro benefício está na ausência de taxas cobradas pelos meios de pagamento e bancos. Isso porque a transferência de bitcoins não dependem de um intermediário.

E como o bitcoin é uma moeda virtual, ela não possui regulamentações nem limitações geográficas. Desse modo, é possível comercializar seus produtos para o mundo inteiro.

Por último e não menos importante (muito pelo contrário), o bitcoin garante segurança nas transações para os dois envolvidos. Assim, os lojistas virtuais ficam livres de fraudes durante o pagamento.

Além do crescimento do bitcoin para o e-commerce

Após ler esse texto, é provável que você tenha ficado animado em aceitar criptomoeda em seu e-commerce, né? Só que, para aumentar suas vendas, você precisa investir em marketing digital. Assim, você dá mais visibilidade para seus produtos e alcança os clientes certos na hora certa.

além do crescimento do bitcoin para o e-commerce

Aqui, você pode (e deve) utilizar a automação de marketing para e-commerce, ou seja, criar um fluxo de emails que são enviados automaticamente para os clientes desde o cadastro até a finalização de uma compra.

Outro recurso importante de uma plataforma de automação de marketing está na criação de landing pages para captar leads para a sua base. E, por fim, que tal agendar todos os seus posts nas redes sociais?

Se você gostou de ter todos esses recursos em mãos, está na hora de conhecer (e de se cadastrar) na ferramenta ville Target.

Bons negócios!

Posts relacionados