(11) 3090-7535 / (27) 3262-0877 comercial@villetarget.com

Se você chegou até este artigo, você provavelmente quer diminuir a taxa de rejeição do seu site. Essa métrica, também conhecida como bounce rate, é um dos dados mais relevantes oferecidos pelo Google Analytics. Afinal, ele está diretamente relacionado à aceitação e relevância do seu conteúdo para o usuário.

A boa notícia é que existem diversas formas de diminuir a taxa de rejeição de um site. Por meio de técnicas de SEO (Search Engine Optimization), gerenciamento de conteúdo e redação voltada para a internet, fica muito mais fácil garantir que os seus visitantes se interessem pelo seu site.

Ao longo deste artigo, você entenderá melhor como funciona o Google Analytics e quais são as outras métricas que, junto com a taxa de rejeição, ajudam a identificar o conteúdo ruim na sua página.

Depois, você verá algumas dicas para começar a diminuir a taxa de rejeição do site e aumentar o tráfego. Portanto, não deixe de acompanhar até o final!

Por quê eu preciso me preocupar com o conteúdo digital?

Nos dias atuais, a maioria das compras e contratações de serviços começam com uma simples pesquisa no Google. De forma simples, podemos apontar três grandes motivos pelos quais você precisa investir na criação de conteúdo para o ambiente digital:

  • Para cativar os usuários, já que as pessoas que acessam o seu site ou blog são leitores fiéis, consumidores, leads e até mesmo clientes potenciais que podem movimentar a sua receita significativamente;
  • Para se tornar referência na sua área de atuação, já que é importante que as pessoas confiem no seu negócio para que possam consumir o seu conteúdo, comprar produtos ou contratar serviços da sua empresa;
  • Para ser relevante no ambiente digital, já que o conteúdo ruim em sites e blogs dificilmente é encontrado pelos usuários porque não atende aos critérios de relevância do Google.

Esses são apenas alguns dos motivos pelos quais você já deveria estar criando um site eficiente e voltado para os usuários. E, para isso, é preciso também entender o que é SEO. Com esse conceito em mente, será muito mais fácil pensar em como diminuir a taxa de rejeição do seu site.

SEO (Search Engine Optimization)

A sigla SEO – Otimização para Mecanismos de Busca – representa um conjunto de técnicas que tem como objetivo facilitar a leitura de sites pelos robôs do Google. Isso é importante porque são esses crawlers que classificam a relevância do seu conteúdo e definem o posicionamento nas pesquisas.

Ou seja, vamos supor que você cuida de um blog sobre cosméticos veganos. Ao digitar a palavra-chave “cosméticos veganos” no Google, os sites que aparecerão na primeira página de resultados são aqueles que estão otimizados e são considerados relevantes para os usuários.

Vale lembrar também que é possível investir em links patrocinados por meio do Google Adwords. As três primeiras posições da pesquisa são reservadas para os anúncios. Porém, neste artigo vamos focar no chamado tráfego orgânico, o que depende da aplicação de técnicas de SEO.

Dentre as principais estratégias, podemos citar:

  • O uso de palavras-chave relacionadas ao seu negócio;
  • A otimização de imagens para o Google;
  • Melhorias na navegabilidade do site e;
  • Adaptação do site para a versão mobile.

Esses são apenas alguns exemplos de otimização para mecanismos de busca, já que o Google definiu centenas de critérios para classificar a relevância de um site para os usuários.

Ao aplicar essas técnicas, as chances de conseguir aumentar o seu tráfego orgânico são maiores e, a partir desses novos usuários, conseguimos analisar métricas que ajudam você a identificar a qualidade dos seus artigos. Dentre essas métricas, temos a taxa de rejeição.

Como funciona o Google Analytics?

Uma das melhores formas de analisar a qualidade do seu conteúdo para poder diminuir a taxa de rejeição é por meio do Google Analytics. Essa plataforma fornece diversas métricas sobre o seu site e é utilizada para monitorar o tráfego da página. Com isso, é possível analisar a quantidade todas de visitantes, a origem de cada clique, os conteúdos mais visitados e etc.

Dicas para diminuir a taxa de rejeição

Vamos conhecer algumas das métricas que ajudam você a identificar o conteúdo ruim?

SERPs

Os SERPs são as Search Engine Ranking Positions, ou seja, a posição no ranking de mecanismos de busca. Quanto mais otimizado for o site, mais alto ele estará nas posições do Google.

Uma boa dica é digitar a sua palavra-chave oficial na janela anônima do Google para verificar a posição ou investir em ferramentas que fazem isso por você. Não confie na busca pelo navegador normal (sem ser a janela anônima), pois o Google também analisa o seu histórico para mostrar resultados que estejam de acordo com as suas preferências.

Isso é importante porque se o seu blog não estiver bem posicionado, provavelmente falta a otimização no conteúdo produzido. Para resolver, você deve considerar as técnicas de SEO que mencionamos anteriormente e fazer o possível para que os robôs do Google aumentem a relevância do seu site.

CTR

O click through rate avalia a eficácia do seu meta title, ou seja, a forma como o seu site aparece no Google, com o título e a descrição. Como é o primeiro contato que o usuário tem com a sua página, é importante que ele esteja adequado para atrair os possíveis clientes.

Dicas para diminuir a taxa de rejeição

Para aumentar o seu CTR, elabore um meta title que esteja de acordo com o que o usuário verá assim que abrir a sua página. Por exemplo: se o seu title for “Cupom de desconto em cosméticos – Junho de 2016”, a primeira informação que o usuário deve ver é sobre preços e descontos de cosméticos. Caso ele não encontre isso de primeira, ele pode sair do site e causar o aumento do seu bounce rate.

Bounce rate

Essa é a métrica foco deste artigo. O bounce rate, ou taxa de rejeição, indica que o conteúdo da sua página não está atrativo para os usuários. O número representa a quantidade de pessoas que entraram em sua página, mas não permaneceram por não encontrarem o que estavam buscando.

Essa é uma das métricas mais importantes para identificar o conteúdo ruim, já que representa a porcentagem de usuários que não interagiram na sua página. Para resolver, é preciso entender quem é o seu público alvo e quais são os seus anseios para que você consiga solucionar os problemas dos clientes assim que eles entram em sua página.

Dicas para diminuir a taxa de rejeição

Agora que você já aprendeu muito mais sobre o Google Analytics, as métricas que indicam que o seu conteúdo precisa ser melhorado e o que é SEO, vamos começar a falar sobre como você pode diminuir a taxa de rejeição do seu site e atrair novos visitantes.

5 dicas para diminuir a taxa de rejeição do seu site

Analise o público alvo

Como já mencionamos acima, o público alvo é essencial para você começar a diminuir a taxa de rejeição. Afinal, os seus clientes e consumidores são a razão de ser da sua empresa. Logo, qualquer conteúdo produzido deve ser direcionado a eles.

Suponha que você tem como público alvo as pessoas jovens, entre 18 e 25 anos, que se interessam por videogames. Com essa persona, você deveria escrever de forma informal, abusar de recursos como imagens, gifs e vídeos, além de utilizar diversas plataformas digitais para entrar em contato com o público.

Em vez disso, você escreve textos longos, com tom absolutamente formal e sem nenhum recurso visual.

Dicas para diminuir a taxa de rejeição

As chances de que a sua taxa de rejeição seja alta são muito grandes. Afinal, o seu conteúdo não é adequado para a sua audiência.

Por isso é tão importante considerar o público alvo na produção de conteúdo. Antes de começar a escrever e estruturar o seu site, considere o perfil dos seus consumidores para definir as melhores estratégias de comunicação digital.

Atualize o site com frequência

Um dos principais fatores que prejudicam a estratégia de diminuir a taxa de rejeição é a falta de conteúdo atualizado no site. A internet configura um espaço completamente versátil e rápido, onde as notícias se tornam ultrapassadas com muita facilidade.

Se o seu site não apresenta novas informações, a relevância dele para o usuário diminui. Com isso, o bounce rate tende a aumentar.

Afinal, se ele acessar a sua página em dias diferentes e o conteúdo for sempre o mesmo, ele abandonará o site muito rápido. Inclusive, existe a possibilidade de que ele pare de acessar e você perca o seu lead.

Para evitar que isso aconteça, é preciso que você atualize o conteúdo com certa periodicidade. Não é preciso escrever novos artigos diariamente, porém entender a sua audiência e a demanda de conteúdo pode ajudar a criar um plano consistente de gerenciamento do site.

Considere critérios de legibilidade do Google

Além dos critérios de SEO que apresentamos acima, o Google também definiu alguns critérios de legibilidade. Eles são utilizados para identificar a facilidade que os usuários têm de ler e compreender um texto online.

Os principais critérios de legibilidade incluem:

  • Uso de títulos e subtítulos ao longo do texto;
  • Uso de bullet points;
  • Média de 300 palavras a cada subtítulo;
  • Uso de palavras de transição e;
  • Composição de texto quebrado, com frases e parágrafos curtos.

Dicas para diminuir a taxa de rejeição

Se o seu conteúdo for fácil de ser lido e interpretado, fica mais fácil diminuir a taxa de rejeição. Por isso, considere esse tipo de redação ao criar conteúdo para o seu site.

Não se esqueça da identidade visual

A identidade visual do seu site também é muito importante para diminuir a taxa de rejeição. Afinal, o conteúdo visual é considerado um dos mais atrativos nos canais digitais. Portanto, é imprescindível que você crie um layout amigável para a página.

Lembre-se de que a identidade visual engloba uma série de fatores, como as cores, logotipo e tipografia que definem a sua marca. Todos esses elementos constroem características que ajudam os clientes a reconhecerem os seus produtos e, ao mesmo tempo, terem uma boa experiência no site.

Considere a navegabilidade do site

Como já mencionamos, diminuir a taxa de rejeição é uma tarefa diretamente ligada à experiência que os visitantes têm no seu site. Por isso, é preciso considerar a navegabilidade como um todo.

Um dos principais fatores que fazem com que os usuários saiam de um site é a interrupção da leitura. Essa interrupção acontece por meio de pop-ups e anúncios excessivos que atrapalham o acesso ao conteúdo.

Dicas para diminuir a taxa de rejeição

Para evitar que isso aconteça, limite os espaços disponibilizados para anúncios no Google AdSense e garanta que o seu conteúdo é o grande foco do site. As informações que você disponibiliza devem sempre ser prioridade para conseguir diminuir a taxa de rejeição.

Além disso, não deixe de aplicar as técnicas de SEO que ensinamos acima. Assim, você garante que o Google entenderá o seu site como relevante para os usuários.

Monitore a taxa de rejeição

Por último, a melhor forma de diminuir a taxa de rejeição é justamente monitorando essa métrica para acompanhar as linhas de crescimento. Se você estiver de olho nesses dados, será muito mais fácil bolar um plano de ação imediato quando surgir algum aumento no bounce rate.

Tenha em mente também que a taxa de rejeição é normal para os sites. Existe, inclusive, um padrão que você pode ter em mente para analisar se o seu conteúdo está de acordo com os limites aceitáveis de bounce rate. Confira:

  • Websites institucionais e portais de conteúdo: 40-60%;
  • Páginas para geração de leads: 30-50%;
  • Blogs: 70-98%;
  • Lojas virtuais:  20-40%;
  • Sites de serviços: 10-30%;
  • Landing Pages: 70-90%.

Esses números indicam o que é chamado de taxa de rejeição aceitável. Ou seja, é o esperado de acordo com cada tipo de conteúdo dentro de um site.

Dicas para diminuir a taxa de rejeição

Quando a aceitação é menor que esses números, então é a hora de criar um plano eficiente para diminuir a taxa de rejeição. A boa notícia é que agora você já sabe exatamente como fazer isso! Portanto, não deixe de acompanhar com frequência o seu bounce rate e aplicar as nossas dicas para atrair novos visitantes até o seu site.

Além disso, você pode também contar com os materiais gratuitos do ville Target para aprender tudo sobre automação de marketing, gerenciamento de redes sociais, criação de landing pages e muito mais. Confira hoje mesmo os demais artigos do blog e os nossos e-Books para começar a construir sua estratégia de marketing digital. Boa sorte!

Restou alguma dúvida? Então deixe o seu comentário no espaço abaixo. Aproveite também para compartilhar o artigo nas redes sociais!

 

Ebook Redes Sociais

Conheça estratégias e melhore a venda de seus produtos/serviços:

 

Quero baixar este Ebook !