(11) 3090-7535 / (27) 3262-0877 comercial@villetarget.com

Para aumentar o número de visitantes de seu site, um caminho mais rápido está em investir em mídia paga, como Google AdWords e Facebook Ads. No entanto, essa estratégia não se sustenta no longo prazo. Você sempre terá de tirar dinheiro do próprio bolso para receber visitas. O ideal é você, também, gerar tráfego orgânico para seu site.

Em outras palavras, a mídia paga não é a única alternativa para atrair leads qualificados para o seu negócio. Em meio a tantos canais digitais, colocar todos os ovos numa única cesta é um erro.

Portanto, o ideal é que você trabalhe, em paralelo, estratégias de Inbound Marketing com campanhas de mídia paga. Dessa forma, você consegue atingir um público potencial grande e, ao mesmo tempo, engajá-lo a ponto de construir um relacionamento de longo prazo.

Passo a passo para gerar tráfego orgânico para seu site

A seguir, listamos algumas ações que você pode (e deve) fazer para gerar tráfego orgânico. Aqui, só é importante lembrar que os resultados não acontecem do dia para a noite, hein! É preciso ser consistente para colher os bons frutos.

 

 

1. Identificar o que seus clientes procuram na internet

Praticamente todos os usuários vão até o Google para tirar alguma dúvida. Ele é o ponto de partida da navegação. Nesse sentido, não seria interessante o seu site aparecer nos primeiros resultados de busca para determinadas palavras-chave relacionadas ao seu negócio? É claro que sim!

Para tanto, é preciso identificar o que o seu público-alvo procura na internet. Entre tantas ferramentas de Inbound Marketing, o Google Keyword Planner mostra qual é o volume mensal de busca para cada termo.

gerar tráfego orgânico google keyword planner

Ao realizar uma pesquisa na plataforma, você descobre quais são as palavras-chave mais digitadas pelos usuários sobre um determinado tema. Aí, você já sabe quais conteúdos digitais otimizar para gerar tráfego orgânico, né?

Você ainda pode identificar quais são os assuntos que mais engajam a sua persona ao fazer o monitoramento de redes sociais. É comum que os clientes façam reclamações e tentem tirar dúvidas sobre seus produtos ou serviços nos perfis sociais.

Imagine, então, que você vende um software online. Procure identificar quais são os maiores problemas que seus clientes enfrentam no dia a dia para mexer nele. Aí, você pode desenvolver um infográfico e fazer um vídeo tutorial mostrando o passo a passo para realizar determinada tarefa no seu software.

Pronto, uma vez que esse tipo de conteúdo resolve uma dúvida recorrente, provavelmente ele será acessado bastante vezes no seu site.

2. Estratégia de cauda longa

Imagine a seguinte situação. Um consultor de marketing digital resolve criar um curso online sobre o assunto. Para atrair leads – clientes em potenciais –, ele cria uma landing page grátis usando o ville Target.

No entanto, há um problema aqui. O volume de busca pelo termo “curso de marketing digital” é muito concorrido para gerar tráfego orgânico. Há muitos sites que estão bem posicionados para essa palavra-chave específica. O trabalho para chegar à primeira página do Google sem pagar nada será árduo.

Aqui, a solução está em recorrer à estratégia de cauda longa (long tail). De forma resumida, você otimiza um termo muito mais específico que não tem tanta concorrência. Embora menos usuários façam esse tipo de pesquisa no Google, suas chances de aparecer nos primeiros resultados aumentam consideravelmente.

Voltando ao exemplo do consultor de marketing, ao invés de otimizar o termo “curso de marketing digital” (com mais de 46 milhões de resultados), ele tenta ranquear o termo “curso de marketing digital para iniciantes” (com pouco mais de 17 mil resultados).

Enfim, a concorrência é muito menor. De quebra, a estratégia impacta leads qualificados, aqueles usuários que realmente querem aprender o bê-a-bá do marketing digital. Além de gerar tráfego orgânico, a conversão pode aumentar também.

3. Faça um benchmarking para ser melhor que seus concorrentes

A missão do Google é oferecer as melhores respostas às dúvidas dos usuários. Nesse sentido, se o seu concorre tem um conteúdo mais completo que o seu, é natural que ele apareça à sua frente nos resultados.

Por isso, é muito importante realizar o benchmarking no marketing digital. Aqui, você descobre quais são os conteúdos que seus concorrentes estão bem posicionados e quais são os pontos fracos deles – explore-os!

Aliás, esse trabalho é contínuo, hein! Caso chegue ao primeiro lugar nos resultados de busca, comemore. MAS NUNCA SE ACOMODE! Afinal de contas, o seu concorrente está trabalhando para produzir um conteúdo mais completo que o seu.

Se o seu site despencar nos resultados de busca, é interessante fazer a reciclagem de posts no seu blog. Isso porque eles já estiveram bem posicionados um dia, ou seja, eles têm relevância. Mas precisam de algum complemento. Que tal atualizar os dados com pesquisas mais recentes e incluir um vídeo ou infográfico para o usuário consumir seu conteúdo mais facilmente?

4. Divulgue seus conteúdos em diversos canais

Existem muitos canais digitais para você gerar tráfego orgânico no seu site, não apenas o Google. Quando construir uma base de contatos realmente interessados naquilo que você tem a oferecer, vale a pena criar uma newsletter semanal informando as novidades do seu blog.

No ville Target, você consegue criar um modelo padrão de newsletter e disparar seu boletim de notícias para toda a sua base de contatos de uma só vez. Com um título chamativo, a tendência é que os cadastrados na sua lista abram o email e cliquem nos links. Aqui, você está gerando tráfego orgânico.

gerar tráfego orgânico newsletter

Aproveite, também, o alcance das redes sociais, como Facebook, Instagram e Twitter. São milhões de brasileiros ativos nessas plataformas. Portanto, entre um post e outro de engajamento, faça uma chamada para um conteúdo de seu site.

Aliás, você pode usar o recurso de agendamento de posts nas redes sociais do ville Target para não perder tempo com essa atividade do dia a dia. Você programa as publicações do mês inteiro de uma só vez.

Quanto mais pessoas acessarem – e compartilharem – os seus conteúdos, o Google começa a entender que o seu site é uma fonte confiável, de autoridade. Isso também contribui para que ele fique bem ranqueado nas pesquisas feitas no mecanismo.

automacao de marketing

Posts relacionados