(11) 3090-7535 / (27) 3262-0877 comercial@villetarget.com

Toda empresa que busca trabalhar digitalmente sabe (ou deveria saber) da importância de ter uma boa posição em uma pesquisa do Google. Rankear bem é essencial pois diversas pesquisas mostram que 60% das pessoas clicam nos primeiros três resultados. Logo, se você quer aumentar seu tráfego e, consequentemente, aumentar suas vendas é essencial que você descubra e entenda como rankear no Google.

1. Entenda seu setor e seu público alvo

Antes mesmo de você pensar em como ranquear bem no Google é essencial que você entenda muito bem o setor que você atua. Isso inclui entender todos os eventos que podem ter algum tipo de impacto no mesmo. Inclui também conhecer seus concorrentes e seus clientes. Seu objetivo final é saber o que seu cliente busca que seu produto pode resolver.

Somente uma vez que você consegue entender o desejo do seu cliente que você conseguirá definir estratégias eficazes de ranqueamento. Este é o primeiro passo e é um que não pode, em hipótese alguma, ser ignorado. É uma etapa relativamente simples, isso porque a maioria dos empresários conhece bem seu produto ou seu negócio. Logo o que sugerimos é que você tente observar seu negócio com a perspectiva de um cliente.

Ou seja, o que o cliente busca ao fazer um negócio com a sua empresa. Quais expectativas ele tem e o que o seu produto tem que permite que ele atinja suas expectativas? Com base nestas respostas ficará muito mais fácil definir e executar os próximos passos listados neste artigo.

2. Saiba trabalhar com palavras-chave

Você sabe trabalhar com palavras-chave? Muitas pessoas querem atingir o topo dos resultados do Google mas não sabem como trabalhar com palavras-chave. É possível encontrar artigos que não são otimizados para nenhum tipo de palavra-chave. Isso é simplesmente um grande erro.

rankear no google keyword

Mas, da mesma maneira, otimizar um artigo para palavras chaves muito populares, mas pouco relevantes não faz sentido. Suponha que você tenha uma oficina automotiva. A palavra “carro” é uma palavra com 1,5 milhões de buscas mensais. Mas volume não é tudo, tanto é que serviços de análise de SERPs, como o UberSuggest indicam que esta palavra é bem difícil de ser rankeada.

Em resumo, termos muito genéricos ou irrelevantes para seu negócio não são boas palavras-chave. Sempre tente utilizar um termo que as pessoas buscam com frequência e que é relacionado ao seu negócio.

O UberSuggest é um exemplo de ferramenta gratuita muito útil. Você consegue, através do mesmo, encontrar a taxa de busca mensal de determinada palavra-chave além de ver sugestões no mesmo ramo. Facilitando o processo de escolha em termos de frequência das buscas. A única coisa que você precisa avaliar agora é a relevância com o seu negócio. O SEMRush é uma ferramenta paga que faz um serviço similar e mais completo.

3. Trabalhe com o marketing de conteúdo

A maioria das empresas se beneficiam e muito do marketing de conteúdo. Este tipo de marketing visa educar o cliente quanto aos possíveis problemas que sua empresa consegue resolver. E, é através desta educação que você apresenta seu produto ao cliente. Agora existe um ponto muito importante quanto ao rankeamento do Google que é o seguinte: a maioria das pesquisas no Google são perguntas.

rankear no google marketing

Logo, para rankear bem no Google você precisa de um conteúdo que, ultimamente não venda um produto necessariamente. Seu objetivo é responder, da melhor maneira possível, à perguntas. Logo você precisa de um conteúdo de qualidade que responde às perguntas, dúvidas e anseios do seu público-alvo.

E para isso serve o marketing de conteúdo. Com ele você ensina seus leads mais sobre seu setor, sobre os problemas e as soluções. Isso ajudará no seu ranqueamento, mas também auxiliará na venda do seu produto e nas estratégias de email marketing que são muito eficientes.

4. Produza conteúdo de qualidade

Já citamos que seu objetivo é responder as perguntas das pessoas. Para que você de fato ofereça uma solução para uma dúvida é essencial que você produza conteúdos de alta qualidade para as pessoas. Uma das maneiras na qual o Google avalia se sua página responde as dúvidas é através do tempo médio do usuário na sua página.

Muitas pessoas, por exemplo, escrevem conteúdos com 2000 palavras justamente porque artigos com esta quantidade de palavras tem provado ter um rank superior à tanto artigos maiores quanto menores. Mas tamanho de artigo não é igual ao tempo gasto no seu site sempre.

Pense bem, um artigo bem feito com exemplos, explicações e soluções e uma linguagem simples e adequada para seu público alvo pode até ser lido por completo. Mas um artigo com problemas de argumentação, erros de escrita e de difícil compreensão pode, nem sempre, ser lido por completo.

Isso significa que independente do tamanho do artigo, é essencial que ele seja de qualidade. Um artigo de 1000 palavras pode ocupar o topo dos resultados no Google assim como um artigo de 15000 palavras pode ter a posição mais alta. Tudo depende da qualidade do mesmo e, nos últimos anos, o algoritmo do Google vem premiando cada vez mais a qualidade.

5. Divulgue seu artigo em redes sociais

Divulgar seu artigo em redes sociais e outros sites pode ajudar você a aparecer no radar do Google. O algoritmo utilizado pela gigante de buscas é um segredo, todas as pessoas que trabalham com SEO têm ideias do que funciona, mas ninguém sabe cada parâmetro do algoritmo com exatidão.

Sabemos que links e direcionamentos de sites externos tem um grande impacto. Assim como o compartilhamento em redes sociais pode ajudar. Mas isto não quer dizer que ter 5000 curtidas e 500 compartilhamentos no Facebook vai garantir o primeiro lugar. Esta dica, assim como várias outras ajudam. O conjunto de todas as ações permite atingir o primeiro lugar.

6. Otimize suas imagens (SEO)

Já falamos que ter imagens é importante, mas, além disso é essencial que você otimize suas imagens. Existe um campo chamado “alt-text” que é o texto alternativo relacionado à uma imagem. O Google ainda não consegue “ver” uma imagem e “interpretar” a mesma. Logo ele avalia o conteúdo da mesma com base no texto alternativo.

É uma prática comum utilizar este campo para colocar a palavra chave. Mas evite utilizar somente a palavra-chave, o mais usual é escrever o termo para o qual o artigo foi otimizado mais uma breve descrição. Por fim, lembre-se que software para leitura de textos para cegos também utiliza o texto alternativo. Logo a simples repetição da palavra-chave sem uma breve descrição da imagem torna a experiência bem ruim para os deficientes visuais.

7. Entenda o que são headings

Você sabe o que são headings? É bem simples, headings são subtítulos encontrados nos artigos. O H1 (heading 1) é o do título e recomenda-se que todas as páginas tenham somente um único heading. O H2 é o subtítulo principal e, em seguida temos H3, H4, e por aí vai.

Utilizar headings é importante porque o texto fica mais claro e fácil de ser lido. Ter grandes grupos de texto sem uma separação lógica atrapalha a leitura. E, como já vimos, uma página difícil de ser lida, não será lida, o usuário abandonará o site e buscará um mais fácil de ser entendido. O Google então penaliza o site por “não responder” à pergunta que o usuário buscou com qualidade.

rankear no google título

Outro ponto importante é, utilizar sua palavra-chave em algum heading (em especial H2) ajuda no ranqueamento. Não leve isto como uma necessidade absoluta, mas sempre que possível faça-o. Este é mais um dos pequenos detalhes que tem também uma pequena contribuição no ranqueamento do Google.

8. Otimize o tempo de carregamento da sua página

Um dos aspectos que o Google vem levando em conta recentemente, cada vez mais, é a experiência do usuário em geral. Páginas com carregamento lento são exemplos de experiências ruins para o usuário. Em especial quando consideramos buscas por dispositivos móveis através de conexões 3G ou 4G.

Se o Google percebe que sua página é de carregamento lento, a mesma sofre uma punição no rank. Logo, para rankear no Google bem é essencial que você verifique o quão otimizada sua página está.

Dicas para otimização de velocidade:

-Comprima as imagens

Sabe aquela imagem linda que você capturou do seu produto com sua câmera profissional? Então, comprima ela antes de colocá-la no seu site. Não adianta pensar que a qualidade será perdida ou algo do tipo. Se você realmente quer que sua página atinja um bom ranqueamento, sua imagem deve ter suas dimensões reduzidas para que seu tamanho não deixe o carregamento lento.

rankear no google lento

Nos raros casos em que a apresentação em alta qualidade é essencial você pode adicionar as imagens carregadas em links ao longo do texto que direcionam o usuário para páginas diferentes que contém as imagens. Sites de reviews de câmeras fotográficas utilizam este tipo de técnica.

Utilize um site como o tinypng ou algum software de sua preferência. Seu objetivo será ter imagens cujo tamanho não excede 200kb. O formato ideal para esse tipo de compressão é o JPEG.

-Avalie os códigos e plugins do seu site

Existem vários plugins e recursos que tornam seu site extremamente lento. Recursos em flash, por exemplo, tornam o carregamento de páginas mais lentos que o comum. Alguns plugins também fazem a mesma coisa, GIFs e páginas com várias janelas “pop-ups” também tornarão o carregamento lento.

Existem questões técnicas que podem tornar seu site lento. Se você tiver seguido as dicas principais desta seção e seu site ainda está lento. Considere entrar em contato com um programador de websites para que ele avalie o código do seu site e busque por maneiras de otimizá-lo.

Principais erros que prejudicam seriamente seu ranqueamento

Existem vários erros que podem prejudicar seriamente suas chances de rankear no Google. E o pior, existem coisas que podem prejudicar seu site como um todo de uma maneira tão séria que rankear no Google em artigos e conteúdos futuros se tornará ainda mais difícil. Isso porque o Google trabalha com a reputação de um domínio. Quanto maior a reputação, maiores as chances de ranqueamento.

rankear no google troféu

Logo técnicas negativas de SEO podem ter um dano significativo na pontuação do seu site. Isso irá, consequentemente dificultar suas chances de conseguir uma boa posição em pesquisas com artigos futuros. Mas, sem mais delongas, vamos ver o que devemos evitar.

Conteúdo duplicado

Se você já escreveu sobre determinado assunto evite fazer novos artigos que falam sobre a mesma coisa. De acordo com a situação pode ser válido atualizar artigos anteriores. Você pode inclusive criar artigos que não são indexados se a duplicidade de conteúdo é realmente importante. Mas, sempre que possível evite otimizar mais de um artigo para a mesma palavra-chave.

Utilizar a palavra-chave de maneira inconsequente

Nunca escreva artigos forçando a utilização de palavras-chave. O Google e outros motores de busca vão avaliar seu texto e se identificarem uma densidade de palavras-chave muito maior que o comum em determinada seção do texto, é possível que você seja penalizado.

rankear no google seo

Dica: se preocupe com a densidade da palavra-chave mas não exagere. Utilize variações e sinônimos da palavra-chave sempre que necessário. Como o Google está cada vez mais interessado na utilidade de um artigo para o usuário, é melhor garantir que o texto está fluido e interessante que exagerar no uso de palavras-chave sem necessidade.

Links Pagos

Ter uma grande quantidade de backlinks é essencial para que seu site melhore a pontuação. Mas, conseguir que as pessoas comecem a linkar o conteúdo das suas páginas naturalmente demora. O atalho, nestes casos, é pagar para que as pessoas coloquem o link do seus artigos nos sites deles. Essa prática é, em geral, descoberta, logo sempre evite fazê-la.

De maneira bem simples, se o algoritmo percebe que você está tentando enganá-lo, certamente haverá alguma penalidade. Logo se você não quer ser penalizado, não tente enganar os algoritmos de motores de busca e você colherá os frutos do seu trabalho duro no futuro.

Se ficou alguma dúvida ou sugestão fique a vontade para comentar abaixo. Além disso, compartilhe este artigo com seus amigos para que eles também consigam bons ranqueamentos no motor de buscas mais popular do mundo.

Ebook Redes Sociais

Conheça estratégias e melhore a venda de seus produtos/serviços:

 

Quero baixar este Ebook !