(11) 3090-7535 / (27) 3262-0877 comercial@villetarget.com

Você utiliza ou já utilizou testes A/B no seu marketing? Se não, fique sabendo que uma das melhores maneiras de melhorar suas campanhas de marketing é através desta técnica. No artigo de hoje veremos tudo sobre testes A/B. Ao finalizar o artigo você saberá quando, como e onde esta técnica deve ser executada.

O que é um teste A/B

Trata-se de um teste cujo objetivo é avaliar pequenas variações em uma única campanha. Funciona você divide o grupo que receberá a campanha de maneira aleatória. E cada grupo receberá uma campanha levemente diferente da outra. Após alguns dias você saberá qual campanha foi mais eficiente, de acordo com a taxa de CTR (cliques).

O que você vai variar na campanha depende do que você deseja avaliar. Existem pessoas que querem testar qual a melhor foto. Neste caso você envia dois tipos de email, um com cada foto. Mas o ideal é que estes resultados sejam úteis para campanhas futuras. Por exemplo, se com essa variação das fotos você percebeu que é melhor enviar fotos com pessoas do que fotos com produtos, ótimo. Essa conclusão pode ser utilizada no futuro.

Por outro lado, não é válido enviar emails diferentes, por pura indecisão, sem saber o que exatamente será avaliado com o teste. Ou seja, não envie um email por que está na dúvida entre duas imagens ótimas. Examine as imagens, determine o que é diferente nas mesmas e, se um teste A/B for plausível e útil para campanhas futuras, utilize-o.

Quando executar um teste A/B

Já comentamos que um teste A/B deve ser usado para avaliar variações de um mesmo anúncio ou campanha. Além da avaliação da melhor imagem, com testes A/B você consegue avaliar praticamente tudo! Você descobre se é melhor colocar o foco do email no campo de assunto ou se é melhor ser mais misterioso neste campo.

Você pode avaliar o melhor horário para envio de emails. Pode também descobrir qual a melhor posição para um botão CTA. Por fim, você descobre as melhores cores para suas campanhas. E, um uso muito interessante é o que permite que você avalie qual público se interessa mais pelos seus produtos.

Suponha que você trabalhe com calçados e crie uma nova linha de sandálias femininas. Você ainda não tem certeza se o calçado interessa mais pessoas entre 18 e 24 anos ou as mulheres entre 30 e 40 anos. Você pode enviar a campanha para ambos os grupos e verificar qual grupo vendeu mais.

Na realidade as possibilidades de execução deste teste são infinitas. Mas a atenção deve ser mesmo na conclusão. Nem sempre todas as conclusões serão definitivas. Portanto, sempre execute testes A/B e utilize os resultados como um guia geral. Mas não torne todos os resultados uma regra máxima que deverá ser seguida para sempre na sua empresa, sem nenhuma exceção.

Como utilizar os testes A/B

O ideal é sempre planejar a sua campanha, definindo o objetivo principal e os meios utilizados para atingir este objetivo. Ao longo do planejamento da campanha, você pode ter dúvidas que poderão ser sanadas com a execução de um teste A/B. Ou, em alguns casos, você pode ver a oportunidade de execução do teste, para confirmar teorias com fatos.

Quanto à execução em si é até bem simples. A sugestão principal é: evite variar mais de um detalhe durante seu teste. Por exemplo, se você quer avaliar o melhor horário para o envio dos emails então evite variar também a imagem, o texto ou qualquer outro aspecto. Estas pequenas variações podem tornar seu teste inconclusivo. Afinal de contas você não saberá a real causa do maior sucesso de determinada campanha.

Outro fator que pode tornar testes inconclusivos é uma base de leads muito pequena. Em termos estatísticos, testes executados com 2000 pessoas tem uma confiabilidade de 95% e um erro percentual de 2%. Mas nem todos terão uma base de leads tão grande. Se este for o seu caso, não se preocupe. Um teste com 50, 100 ou 500 leads também apresentará resultados úteis. Principalmente se a diferença observada for muito alta.

Por exemplo, se ao enviar um email para 25 pessoas às 6h da manhã, apenas 4 clicaram no link. Enquanto o mesmo email, enviado às outras 25 pessoas às 18h recebeu 20 cliques, fica claro que existe um horário melhor. Agora resultados mais próximos podem exigir um público maior para se ter certeza dos resultados.

Onde utilizar os testes A/B

O melhor lugar para execução de testes A/B são os meios digitais. Claro você consegue executar estes testes fora do ambiente digital. Por exemplo, você pode distribuir panfletos em bairros diferentes e avaliar qual público buscou saber mais sobre o negócio. Mas o principal problema é que a avaliação e a captação de dados são mais incertas.

Por outro lado, os milhares de dados estatísticos, gráficos e indicadores disponíveis no meio online tornam a execução de testes uma ótima ideia. Quanto ao local em si, você pode executar testes A/B no email marketing. Inclusive já demos diversos exemplos. Mas este não é o único lugar, o Facebook Ads, por exemplo, já possui uma plataforma completa para execução deste tipo de teste.

Na plataforma do Facebook você consegue avaliar dezenas de fatores diferentes nos seus anúncios. Desde as imagens até o público-alvo da campanha. O Facebook recomenda apenas que as campanhas sejam executadas por, pelo menos, quatro dias, para que os resultados sejam, de fato, conclusivos.

Dica: Sempre utilize testes A/B

Uma dica simples é a seguinte: sempre utilize este tipo de teste na sua empresa. Executar estes testes de maneira periódica permitirá que você tenha certeza que sua estratégia de marketing online está sendo executada da melhor maneira possível. Além disso, resultados obtidos há muito tempo podem não refletir seu público atual. Logo, a execução constante de testes A/B permite que você tenha informações sempre atualizadas.

Se você está em busca de um bom software para email marketing, dê uma olhada no ville Target. Com ele você terá uma plataforma completa para captação, nutrição e conversão de leads. Dê uma olhada nos nossos planos e veja o que mais se adequa à sua empresa. Boa sorte e bons negócios!

GIF animado email marketing

Posts relacionados